quinta-feira, 12 de julho de 2012

Aula - Esquecimento do passado



  • Prece Inicial
UMA PERGUNTA COMUM DE VÁRIAS PESSOAS QUE ESTUDAM O ESPIRITISMO É:
POR QUE O ESPÍRITO ENCARNADO ESQUECE O PASSADO?
    Cássia
    Artur
  • Contar a história - Nova oportunidade
Horácio Ilze
Cássia era uma linda moça, dócil, gentil e prestimosa. Morava em uma fazenda produtiva de cana-de-açúcar.

Seus pais, Horácio e Ilze, cuidavam de tudo e a amavam muito. Estava comprometida com Artur, filho de um farmacêutico e estudante de Direito.

Júlio
O administrador da fazenda tinha um filho chamado Júlio, rapaz sem estudo, viciado em bebida alcoólica e namorador, que se apaixonou por Cássia e a queria a todo custo.

Cássia não queria saber de Júlio, disse-lhe que iria casar com Artur, pois o amava.

Inconformado, Júlio arma uma cilada para Artur e o mata.

Cássia, de tanta tristeza, contrai uma grave doença e morre depois de algum tempo.
Cheio de remorsos e tristeza, Júlio se suicida.


Muito tempo depois...em nova oportunidade, ele, Júlio, reencarna como filho de Cássia e Artur, que o amam como filho querido, apesar das dificuldades de comportamento que a criança apresenta pois é muito doente.

Artur
Cássia
Júlio


  



AULA

A reencarnação é a escola abençoada onde aprendemos a amar até os nossos inimigos do passado.
Deus é misericordioso e bom por nos dar essa oportunidade de reencarnarmos e transformarmos vício em virtudes.
O esquecimento do passado na reencarnação é bondade divina, seria muito perturbador termos consciência de ter praticado atos, que tivessem prejudicado aqueles que hoje convivemos!
Cada existência é como se fosse a primeira, o homem adquire mais inteligência e consegue distinguir o bem do mal.
Não precisamos conhecer o nosso passado espiritual para progredir.
Pela intuição, temos uma vaga lembrança, uma sensação, daquilo que fomos em outras existências. Deus nos deu essas ferramentas necessárias para a nossa evolução
Será que pode o homem regredir nas sua evolução?
Se o homem não souber resistir às provas, poderá cometer novas faltas, contudo, o espírito pode avançar ou estacionar, nunca regredir.
As provas que um Espírito sofre, tanto se referem ao futuro como ao passado, são para expiar algum mal ou aprender algo novo.
O espírito quando encarnado equece as vidas passadas. O Espírito goza sempre do seu livre arbítrio.
As existências futuras dependem da maneira como o Espírito cumpre a existência presente.
Os Espíritos protetores sempre inspiram novos pensamentos.
O espírito quando encarnado, esquece as vidas passadas. O Espírito goza sempre do seu livre arbítrio.

ATIVIDADE